Prefeito premia vencedores das duas categorias do Concurso de Andores de São João

Publicado em

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

O prefeito Marcelo Iunes, acompanhado pela secretária de Assistência Social e Cidadania e primeira-dama, Amanda Balancieri Iunes, premiou os vencedores do Concurso de Andores de São João 2022. Promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, o concurso teve a premiação no final da tarde da terça-feira, 21 de junho, no pátio da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária onde os andores ficaram expostos para votação popular e avaliação da comissão julgadora.

Ao premiar os vencedores, o prefeito Marcelo Iunes destacou a importância do concurso para fortalecer a cultura da festa pantaneira. Também ressaltou que o Banho de São João de Corumbá é reconhecido nacionalmente e conquistou, no ano passado, o registro de Patrimônio Imaterial do Brasil. Iunes enfatizou que os festeiros e o concurso de andores ajudam a perpetuar a tradição do São João corumbaense. Também participaram da cerimônia de premiação o secretário Municipal de Governo, Luiz Antônio da Silva, e o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Joilson Silva da Cruz.

O vencedor da categoria Tradicional foi Alisson Assunção Vieira da Cunha, andor “São João do Alisson”. O segundo lugar ficou com Marivaine da Silva Brasil, que confeccionou o andor “São João em Eucaristia”. A terceira colocação foi para Dilza Maria Franco Bruno, com o andor “Festa de São João”. O 4° lugar foi para Paulo Paes Vera, do andor “São João da Nhá Berê”. Em 5° lugar ficou Catarina de Souza Nunes, com o andor “Nhô Zamo”. Na Tradicional, deveriam ser mantidas as cores tradicionais (vermelho e branco), bem como adornos que remontem à tradição decorativa dos andores desde sua origem; serão aceitos apenas andores com imagens sacras e que não contem com utilização de aparatos tecnológicos/eletrônicos.

A Comunidade Monte Castelo com o andor “Banho de São João de Corumbá e Ladário, Patrimônio do Brasil”, do festeiro Alfredo Ferraz, foi a campeã na categoria Pluralidade. O 2° lugar foi para o andor Re(criando) e reciclando sentimentos do São João de Corumbá”, da Comunidade da E. E. Dr. Gabriel Vandoni de Barros – Extensão Prisional. Em 3° lugar ficou Edilson Pinto de Oliveira, com o andor “São João da Independência”. O 4° lugar foi para Kaesling Hellensberger Bairros de Moraes, do andor “A cultura boliviana homenageia São João”. Fernanda Vanucci, com o andor “Sentimento Pantaneiro” ficou com o quinto lugar. Na Pluralidade, os andores deveriam trazer temas, recortes da atualidade, sendo possível alteração das cores tradicionais e/ou elementos decorativos para adorno do andor que difiram da disposição estética tradicional.

Em cada categoria (Tradicional e Pluralidade) foram premiados os cinco primeiros colocados, com os seguintes valores: 1º lugar: R$ 1.000,00; 2º lugar: R$ 850,00; 3º lugar: R$ 750,00; 4º lugar: R$ 600,00 e 5º lugar: R$ 500,00. Os prêmios em dinheiro são pagos em parcela única, em até sessenta dias, após a realização do concurso. A votação popular, que teve 2.126 votos válidos, contou com peso maior na escolha dos vencedores (60%) e Comissão Avaliadora (40%)

Integraram a Comissão Avaliadora: Rooney dos Santos Souza (arte educador e pedagogo, Coordenador do Grupo de Estudos em Educação Patrimonial da Semed); Romário Hilário (ator, dançarino, produtor cultural e professor de arte do IFMS de Corumbá); Lívia Gaertner (jornalista, professora e produtora cultural, integrante do coletivo cultural Nóx-Tudinho); Douglas Alves da Silva (historiador e Coordenador do Arquivo Público Estadual de MS); Aguinaldo Soares (jornalista da TV Morena Corumbá); Adelino Júnior (artista plástico); Prof. Dr. Álvaro Banducci Júnior (antropólogo e professor da UFMS); Prof. Dr. André Benatti (professor da UEMS); Wanessa Pereira Rodrigues (socióloga e pesquisadora e produtora cultural, responsável pela microempresa Saber Cultura) e Cleber Ribeiro Dias (historiador e Chefe do Escritório Técnico do Iphan em Corumbá).

PREMIAÇÃO ANDORES
Mais Artigos

Corpo de homem é encontrado debaixo de árvore

O corpo de um homem, ainda não identificado, foi encontrado embaixo de uma árvore na madrugada desta quarta-feira (21), no bairro residencial Paulo Coelho Machado, em Campo Grande.