Corumbá registra primeiro óbito de criança por síndrome inflamatória associada ao coronavírus

Publicado em

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou no boletim epidemiológico da Covid-19 desse domingo o primeiro óbito ocorrido por Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P). Trata-se de uma menina de seis anos. A doença está associada ao coronavírus, com manifestações tardias após a infecção, que costuma aparecer de três a quatro semanas após o contato com vírus, podendo ou não a criança ter apresentado sintomas respiratórios de Covid-19.

No dia 26 de agosto a menina foi atendida no Pronto Socorro Municipal, com vômito, febre, dor de garganta e convulsão. No momento foi feito o teste rápido com resultando negativo para Covid-19, sendo internada na Santa Casa de Corumbá, onde recebeu todos os cuidados necessários.

Foi coletado material e encaminhado para o Laboratório Central – Lacen, com resultado RT-PCR reagente, ou seja, positivo. A criança teve a doença, mas não estava com ela ativa no momento. Ela foi transferida para o Hospital Regional em Campo Grande no dia 29 de agosto, mas infelizmente não resistiu às complicações e foi a óbito em 11 de setembro.

Consternado, o chefe do Executivo corumbaense prestou sua solidariedade aos familiares, amigos e a toda comunidade escolar da Escola Municipal Izabel Correa de Oliveira, onde a jovem estudava.

“Lamentamos profundamente o óbito desta criança, me solidarizo aos pais, familiares e amigos. Faço um apelo a toda população corumbaense: ainda não está autorizada pelo Ministério da Saúde a vacinação de crianças menores de 12 anos, mas há muita gente que já deveria ter ido se imunizar e ainda não foi. Sejam adolescentes com mais de 12 anos, pessoas quem ainda não tomaram a segunda dose, e os idosos a dose de reforço. Somente com a vacinação vamos diminuir a circulação do vírus que trouxe tanta tristeza”, afirmou o prefeito.

Em homenagem e respeito à vítima, a unidade escolar não irá funcionar na tarde desta segunda-feira, dia 13, turno em que ela estava matriculada. A Secretaria Municipal de Educação reforça que continuará seguindo os protocolos de biossegurança elaborados conjuntamente com o Comitê Municipal de Retorno Gradual das Aulas Presenciais no Município de Corumbá (CRGAP) e, conforme a direção escolar, a aluna não apresentava nenhum sintoma até o último dia que frequentou presencialmente as aulas.

A Secretaria Municipal de Educação também foi orientada a reforçar com os alunos, pais e responsáveis da Rede Municipal de Ensino (REME) sobre a importância da vacinação a partir dos 12 anos de idade e da realização da testagem em casos suspeitos com sintomas gripais nas Unidades Básicas de Saúde.

Mais Artigos

Receita Federal destrói 105 toneladas de cigarros

Força-tarefa de destruição deve contribuir para liberar espaço físico nos depósitos da Receita dos dois estados. Ao todo, 75 milhões do produto ilícito foram destruídos. A Receita Federal