Ministério da Defesa: Independência entre os poderes é imprescindível

Publicado em

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Ministro Fernando Azevedo diz que ‘Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade. Este é nosso compromisso’

O Ministério da Defesa divulgou uma nota oficial, nesta segunda-feira (4), em que reforça que “independência e a harmonia entre os Poderes” são “imprescindíveis para a governabilidade do País”. O texto é assinado pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

O comunicado é uma tentativa de conciliação entre o Executivo, Legislativo e o Judiciário brasileiros. Na semana passada, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes,barrou a nomeação de Alexandre Ramagem para assumir a direção da policia federal.
Ao mesmo tempo, os presidentes da Câmara e do Senado e alguns membros do governo federal, como o ministro Paulo Guedes, tiveram longas discussões a respeito do volume de recursos destinado aos Estados e municípios em decorrência da pandemia do coronavírus. O valor final ficou em R$ 120 bilhões para o Executivo.

O comunicado enfatizou ainda que a liberdade de expressão é “fundamental” numa país democrático. Em seguida, emendou que “qualquer agressão a profissionais de imprensa é inaceitável”. 

Esse trecho do comunicado tem como endereço os manifestantes que agrediram o fotógrafo do estado de São Paulo

e o motorista da empresa durante um ato em frente ao Palácio do Planalto. O protesto tinha como alvos o STF e o presidente da Câmara principalmente. Também pediam intervenção militar.

A nota oficial do Ministério da Defesa ainda destacou que o Brasil enfrenta uma pandemia “de consequências sanitárias e sociais ainda imprevisíveis”. Por isso, segundo o ministro, é necessário “esforço e entendimento” de todos os governantes para encará-la e vencê-la.

Segundo Azevedo, as “Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade”.

Leia a nota na íntegra:

“NOTA OFICIAL

As Forças Armadas cumprem a sua missão Constitucional.

Marinha, Exército e Força Aérea são organismos de Estado, que consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País.

A liberdade de expressão é requisito fundamental de um País democrático. No entanto, qualquer agressão a profissionais de imprensa é inaceitável.

O Brasil precisa avançar. Enfrentamos uma Pandemia de consequências sanitárias e sociais ainda imprevisíveis, que requer esforço e entendimento de todos.

As Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia
e da liberdade. Este é o nosso compromisso.

Fernando Azevedo e Silva
Ministro de Estado da Defesa”

Mais Artigos

Brasileiros Desembarcam Na Fronteira

grupo, com cerca de 450 brasileiros repatriados da Bolívia, começou a desembarcar ainda na madrugada desta sexta-feira, 03 de abril, na fronteira das cidades de Puerto Quijarro e