Covid-19: empresa italiana vai testar tratamento no Brasil

Publicado em

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Os testes do medicamento Reparixin, um produto em desenvolvimento para transplantes de órgãos, serão realizado em pacientes graves

A empresa italiana de biotecnologia Dompe informou, nesta terça-feira (1º), que recebeu autorização regulatória do Brasil para iniciar testes de tratamento em pacientes com casos graves de covid-19 com um produto em desenvolvimento para transplantes de órgãos.

O ensaio clínico em humanos de Fase 2 visa avaliar a eficácia e segurança do Reparixin, da Dompe, em pacientes adultos hospitalizados com covid-19 grave, e inscreverá 48 pacientes, disse a empresa em comunicado.

O estudo, que foi autorizado em maio pela agência de medicamentos da Itália, envolve pelo menos 10 locais nos Estados de São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina, além do Distrito Federal, acrescentou a Dompe.

A empresa afirmou que planeja expandir o estudo na fase 3 para os Estados Unidos, com 111 pacientes.

A Dompe começou a testar o Reparixin em pacientes de terapia intensiva na Itália em maio, mas teve que suspender os testes devido à falta de pacientes em estado grave, disse um porta-voz de Dompe.

Ele acrescentou que os cinco italianos que receberam a droga se recuperaram totalmente.

O Brasil tem o segundo maior surto de covid-19 do mundo, depois dos Estados Unidos.

O Reparixin inibe a ação da interleucina 8 (IL-8), uma das proteínas de sinalização inflamatória que se acredita estar associada à lesão pulmonar observada em pacientes com infecção por Sars-CoV2, disse a Dompe em um comunicado separado.

Consequentemente, esta ação é potencialmente útil no tratamento de pacientes com pneumonia por covid-19, em que a resposta imune pode resultar em permeabilidade vascular que impede a troca gasosa e oxigenação, afirmou.

A Dompe fica sediada em Milão e tem mais de 800 funcionários em todo o mundo, com escritórios nos Estados Unidos.

Mais Artigos

Fila De Radioterapia Zera em Corumbá

Na noite desta sexta-feira, dia 14 de fevereiro, a Secretaria de Saúde encaminhou os últimos pacientes, que estavam na fila aguardando a avaliação em radioterapia. A Assistente Social,

Corumbá se Previne Contra

Apesar de Corumbá não ter registrado um caso suspeito do Novo Coronavírus, o município está em alerta. O Secretário de Saúde, Rogério Leite explica “há uma projeção de