Corumbá começou a aplicação da 3ª dose contra a Covid-19 nos idosos

Publicado em

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Corumbá já começou a aplicação da 3ª dose da vacina contra à Covid-19 nos idosos. Nesta quinta, dia 26, os 58 residentes do Asilo São José já receberam a dose adicional da Pfizer, que conforme resolução prevê o início pelos institucionalizados.

O Chefe do Executivo Municipal, Marcelo Iunes ressalta “essa dose irá trazer maior segurança para os residentes do asilo, apesar de todos cuidados, muitos possuem a saúde debilitada devido a idade. Os idosos do asilo foram o primeiro grupo a receberam a 1ª dose na nossa cidade”.

“Os idosos com mais de 80 anos que completaram o ciclo vacinal contra à Covid há mais de 6 meses já podem procurar o drive trhu para receber o reforço, que em breve será estendido aos profissionais da saúde”, complementa Marcelo Iunes.

O Secretário de Saúde, Rogério Leite conta que a dose adicional visa reduzir ainda mais a mortalidade entre os idosos “com o avanço da vacinação a taxa de mortalidade já caiu muito, mas em todo o Estado 52% dos óbitos, em decorrência da Covid, são de idosos que já receberam as duas doses. Essa dose adicional visa reforçar a proteção, já que este é o grupo mais atingido pela forma grave da doença”.

“Além de que as taxas de transmissão estão diretamente relacionadas ao surgimento de novas variantes, este reforço está sendo executado em um momento providencial, pois quanto mais o vírus se multiplica, mais variantes surgem. A terceira dose visa reduzir ainda mais a sobrecarga potencial com uma onda Delta que poderá surgir em nosso Estado”, explica Rogério Leite.

A vacinação de reforço será por faixa etária conforme o recebimento dos lotes. Confira nas redes sociais o calendário de vacinação divulgado diariamente.

Mais Artigos

MS registra 30 novos óbitos por Covid-19

Mato Grosso do Sul registrou nas últimas 24 horas 30 novos óbitos por Covid-19, chegando, ao todo, a 2.160 mortes pela doença. Conforme o boletim epidemiológico divulgado nesta