Publicado em

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Aprovado por Unanimidade Projeto da Prefeitura que Garante Promoção Vertical de Servidores

A Câmara Municipal aprovou na noite dessa terça-feira, 4 de fevereiro, o Projeto de Lei encaminhado pelo prefeito Marcelo Iunes que autoriza, em carácter excepcional, a promoção vertical dos servidores municipais de Corumbá pelo critério de antiguidade.

A medida vai beneficiar diretamente 1.512 funcionários da Prefeitura de Corumbá e abrange os profissionais de nível fundamental, médio e superior que não possuem Plano de Cargos e Carreira próprio.

“Esse é um anseio antigo de grande parte dos servidores do Município, uma vez que a última movimentação (mudança de letra) foi feita em 2014”, explicou o secretário municipal de Finanças e Gestão, Luiz Henrique Maia de Paula.

“O prefeito Marcelo Iunes determinou que a nossa Secretaria fizesse o mapeamento e o planejamento detalhado desses servidores e estudasse uma forma de contemplá-los já no começo deste ano”, prosseguiu Luiz Henrique.

Ao longo de 2020, a promoção vertical vai representar um incremento superior a R$ 2 milhões na economia local. O secretário observou ainda que esse valor soma-se ao reajuste concedido pelo Executivo em 2019.

“A Prefeitura de Corumbá tem honrado seu compromisso com servidores, pagando o salário dentro do mês trabalhado e com o reajuste aprovado pela Câmara. Ainda em janeiro deste ano quitamos a terceira e última parcela do reajuste de 4,94%”, finalizou Luiz Henrique Maia de Paula.

Enquadramento

O Projeto de Lei encaminhado pelo Executivo e aprovado por unanimidade na Câmara estabelece que o enquadramento na promoção vertical vai respeitar a seguinte regra: Em janeiro de 2020 serão enquadrados os servidores constantes nos níveis I, II e III da Tabela Geral “A”;

Em fevereiro os funcionários constantes nos níveis IV, V e VI da Tabela Geral “A” e os agentes comunitários de saúde, Tabela Geral “J”. Já em março, mudarão de letra os servidores constantes nos níveis VII e VIII da Tabela Geral “A” e profissionais de medicina, Tabela Geral “G”.

Mais Artigos

Mec Avalia Implantação do Curso de Medicina

Curso de medicina Pode se Tornar Realidade Em Corumbá A Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas do Ministério da Educação (CAMEM/MEC), que avalia o processo de